Oi gente! : ) Meu nome é Emille e eu tenho dezenove anos! Nasci explorando o mundo e até hoje pratico a arte de voar as tranças por aí.

Como vocês já devem saber, uma das melhores coisas que eu sei fazer é viajar, fotografar e brincar de ser artista. Além disso, eu também gosto muito de escrever e contar histórias e mesmo não me considerando muito boa na escrita, ando usando esse espaço para arriscar algumas palavrinhas.

Eu criei esse blog pra compartilhar todas as viagens, histórias e sorrisos que mergulham a minha vida em alegrias através de fotografias e depois que tomei essa iniciativa, comecei a conhecer várias outras pessoas, lugares e culturas incríveis!

Se resumir em palavras ainda é uma tarefa um pouco difícil, mas eu sou basicamente uma menina alimentada por sonhos e realizações.

Embora eu nao me dê muito bem com listas, um dos meus maiores desejos da minha mais importante lista já foi riscado: viajar sozinha para Europa aos dezesseis! Agora é claro, eu caminho na realização dos meus outros sonhos: conhecer, fotografar e contar histórias sobre o mundo inteirinho. ♥

Desde muito pequena eu sou muito ligada a nesse negócio de comunicação, seja lá como for. Por vontade própria já entrevistei padeiros, pizzaiolos, pedreiros, borracheiros e todas outras pessoas com quem eu convivi até meus 6 anos de idade. Admito que até hoje ainda faço algumas dessas ”entrevistinhas”, no entanto, hoje em dia eu levo cada uma delas como uma forma de conhecer de perto um pouco mais do que vive ao meu redor.
T
Costumo dizer que tudo (ou muito) do que eu sou hoje foi devido a infancia que eu tive. Desde criança meus pais sempre me estimularam a inventar coisas novas,  pintar, cantar, correr.  Razões essas pelas quais a minha mãe nunca conseguiu me vestir usando saias e enfeites para cabelo. Dentro do clássico de uma menininha o máximo que eu cheguei, graças ao meu pai, foi cantarolar algumas canções dos Beatles.

Admitir isso pra mim mesma parece patético, mas mesmo com facilidade imensa que eu tenho de me relacionar com as pessoas ainda sinto que dentro de mim existe um grande bloqueio em aprender a fazer coisas novas com outras pessoas; Quase tudo que eu sei eu aprendi por acaso e/ou sozinha. Ao contrário do que muita gente pensa, nunca fiz nenhum curso de fotografia. Nasci assim.

No meu mundo ideal, balas de goma seriam gratuitas e formas de terapia e todas as pessoas seriam tão observadoras e detalhistas quanto eu! Falando nisso, se algum dia eu visitar o seu apartamento vou saber que mudou o tapete de lugar, trocou as cortinas e adotou peixinhos novos  : P

Não sou apegada em nenhum tipo de crença religiosa, mas acredito muito na ordem do universo. E entre essas tantas idas e vindas que a vida nos leva, eu aprendi que uma viagem se inicia com o movimento de um pé, sorrisos duram mais quando são compartilhados, que amor é sempre amor independente da estação, da distância ou do que for.

A minha vida é assim: tudo em pequenas grandes coisas.

O resto você descobre aos poucos…

Seja bem vindo, e volte sempre! Viu?!