Doze amigos, muita música e três carros. Pode até parecer, mas não foi exatamente assim que começou o nosso feriado rumo ao estado do lado.

Como vocês já viram no post anterior, não faz muito tempo que chegamos da nossa primeira Roadtrip entre amigos, e como toda primeira vez, adquirimos experiências super válidas que vim hoje compartilhar compartilhar com vocês.

Dizem que o segredo do sucesso de uma viagem está na organização então objetivo desse post é super simples: Ajudar a planejar uma viagem barata, segura e divertida pra botar a galera toda na estrada.

Os tópicos escritos aqui são baseados nas nossas experiências então esse post não é uma formula pronta, você pode usar e adaptar as informações que aqui estão da forma que achar conveniente. Combinado?

capa post web

Encontrar um motivo (ou uma desculpa) pra botar o pé na estrada

Todas as coisas que acontecem na nossa vida (até mesmo viagens) existem por algum motivo: Passar o fim de semana, o feriado, fazer algo diferente, aproveitar o verão, visitar algum amigo. Quando não se tem um motivo, arranja-se uma desculpa. Nós seres humanos somos ótimos nisso e nesse caso, qualquer desculpinha conta.

Eu mesma sou campeã em encontrar motivos pra sair viajando ( lembram quando arranjei uma desculpa pra voltar pro Rio de Janeiro? ) mas dessa vez eu não precisei inventar nada. Alguns dos meus amigos queriam assistir um show que aconteceria em Santa Catarina e como nós já estávamos com a idéia de  viajar juntos, mesmo os que não estavam tão interessados assim no tal show decidiram embarcar nessa aventura só pela companhia.

 

Escolher um destino / uma rota

Normalmente depois de encontrar um motivo para a viagem vários destinos já aparecem na mesa. No nosso caso foi algo imediato, o show aconteceria no Rosa Norte. O caminho até lá é fácil e rápido, seguindo as instruções do Google Maps não teve erro!

Se o seu motivo for algo como ”curtir o fim de semana” ou algo não tão especifico assim é interessante traçar as exigências do grupo quanto ao local de destino, explorar as redondezas e ir eliminando aqueles que não condizem com os quesitos escolhidos. A nossa Roadtrip teve um só destino, mas a de vocês pode ter vários!

Caso a dúvida persista, aqui tem um post mostrando 100 destinos para conhecer no Brasil

 

Encontrar acomodação

A busca pelo local pra ficar foi o que determinou o começo do nosso orçamento. A escolha da acomodação vai normalmente do espirito do grupo já que as possibilidades são inúmeras, desde campings até hotéis luxuosos.

A nossa prioridade era a diversão. Queríamos um lugar onde pudéssemos fazer barulho até mais tarde e preparar nossas próprias refeições. Nós começamos buscando por aluguel de casas mas acabamos ficando com todos os chalés de uma pousadinha.

O segredo é trocar uma idéia com seus amigos sobre o destino escolhido, as vezes algum deles já visitou o mesmo local e tem experiências e dicas para compartilhar. O nosso chalé era muito bonitinho mas eu não indicaria pra ninguém. As vezes as aparências podem enganar então antes de fazer qualquer reserva é interessante pesquisar sobre o histórico e reputação do local, pra não ter arrependimentos.

Os meus lugares favoritos para buscar por casas, apartamentos, hoteis e hostels são o Airbnb, Booking e o TripAdvisor.

 

Convidar a galera

Tendo em mãos alguns valores da viagem, algumas possíveis datas e disponibilidade das acomodações fica mais fácil convidar os amigos. Os nossos chalés acomodavam 12 pessoas, então esse era o numero limite de pessoas que poderíamos convidar.

Com bastante antecedência nós tinhamos todos os lugares confirmados e nossa data decidida. A parte boa sobre ter tudo organizado com antecedência é a maior tranquilidade na programação e na resolução de imprevistos, o lado ruim é que por conta disso não tinhamos controle sobre o clima. Enquanto estávamos lá chuviscou durante a maior parte de todos os dias.

 

Definir carros

O básico de uma Roadtrip: os carros!

Praticamente todos os meus amigos dirigem, então essa não foi uma tarefa tão difícil assim. Nós precisávamos de 3 carros, dividimos o valor da gasolina, pedágios, estacionamentos e lavagem pelo número de pessoas de cada carro.

É super importante conferir o quanto antes se a documentação do carro está em dia e avaliar as condições dos veículos, afinal, ninguém merece acabar com um passeio logo na viagem de ida.

Os nossos aplicativos mais úteis pra se usar na estrada são o Waze e o Google Maps. Ambos estão disponíveis tanto para Android quanto para iOs.

 

Organizar refeições

Como não ficamos em hotel, precisávamos comprar café da manhã e preparar nossas próprias refeições.

Nós optamos por fazer uma super compra no super mercado antes de sair de casa porquê na maioria dessas cidades mais turísticas as coisas costumam a ser mais caras. Nós compramos pães, frios e frutas para o café da manhã, carne para o churrasco e itens pra preparar o nosso almoço e janta no resto dos dias.

Nosso grupo de amigos gosta muito de cozinhar e isso fez bastante diferença no nosso orçamento, nosso churrasco por exemplo, custou cerca de 13 reais por pessoa.

Nosso cardápio ficou assim:

Café da manhã: frutas, misto quente/sanduíche , leite/café/ suco e pão de queijo (quase hotel!)

Almoço: Churrasco, Strogonoff – no último dia comemos na estrada

Janta: Peito de Frango grelhado e macarrão com legumes. Nas outras noites petiscamos biscoitos/salgadinhos/outras porcariazinhas antes de sair de casa e jantamos na rua.

Além dos alimentos nós compramos também material de limpeza (deveríamos entregar a pousada limpa) e bebidas pra fazer drinks e coisas do tipo.

Guardamos as notinhas pra fazer a divisão dos valores e com excessão das bebidas, tudo ficou na média de 60 reais por pessoa (inacreditável)!

 

Procurar entretenimento – shows / baladas/ passeios – e comprar tickets 

Como eu já disse ali em cima, durante a nossa viagem pegamos dias de chuva e por isso pudemos passar bem pouco tempo na praia. O que isso significa? Que teríamos que ocupar nosso tempo com outras atividades.

Assim  que confirmamos a viagem já tinhamos os ingressos comprados para o tal show, o que nos garantiu um precinho bem bom. Já nas outras noites não tinhamos nada programado.

Normalmente saiamos de casa em busca de algo pra fazer e durante uma das nossas noites só encontramos uma balada onde o ingresso na hora estava custando R$120 reais. Não era nada tão especial e gente nem queria ir naquela balada tanto assim a ponto de pagar tal preço pra entrar, só queríamos algo pra fazer – que não fosse jantar em algum restaurante legal– mas não tivemos sucesso e acabamos voltando pra casa.

Existem algumas plataformas – como o Ingresse e o BlueTicket – onde você pode buscar entretenimento em determinados locais, pesquisar e comprar ingressos com antecedência, garantindo economia na diversão.

Lidar com a organização de um grupo grande de pessoas nem sempre é tão difícil assim, né?!

Depois de botar algumas dessas dicas em prática é só esperar o grande dia, comprar alguns lanches pra viagem, por as malas no carro e pegar a estrada!

Quais são as histórias e as experiências de vocês viajando de carro?

Me contem nos comentários! Eu vou amar saber 


Deixe Sua Opinião



Deixe sua opinião












terça-feira, 15 de dezembro de 2015.

AI que vontade de juntar todos os meus amigos e sair por aí viajando. Amei as dicas, foram super importantes!
Beijos :*
http://www.desencana.com


terça-feira, 22 de dezembro de 2015.

Que vontadeeee de fazer isso!

http://www.biashermanblog.wordpress.com


sábado, 26 de dezembro de 2015.

Em Março de 2016, saio do Rio de Janeiro pela primeiríssima vez! Vou curtir o Lolla com uns amigos e com certeza, ler esse post é requisito. Você como sempre, cheia de detalhes mega importantes e que fazem toda a diferença… Isso de fato não me surpreende, mas continua me deixando orgulhosa.

Beijinhos e saudades,
Thais Rodrigues
http://www.cadernoderisos.blogspot.com.br


domingo, 27 de dezembro de 2015.

Adorei o post!
http://www.eucriomoda.com


domingo, 10 de janeiro de 2016.

Vamos fazer uma vaquinha e comprar um! 😛

Comentários no Facebook